8 dicas para aumentar a produtividade

8 dicas para aumentar a produtividade

A produtividade no dia a dia é algo que pode e deve ser alcançada. Muitos homens reclamam da queda de produtividade em suas atividades, da falta de vontade para realizar as tarefas do cotidiano e, principalmente, da dificuldade para manter o mesmo ritmo em suas atividades diárias.

Ser produtivo e manter sua produção não é algo que acontece naturalmente, isso exige esforço e vontade para realizar seu trabalho. Para que seja possível é preciso buscar ferramentas internas diariamente, caso contrário toda a produtividade se cristaliza de deixamos de nos manter produtivos.

Refletindo sobre isso, elaborei algumas dicas de como manter-se produtivo em suas atividades diárias, mesmo aquelas que você precisa realizar por obrigação. É preciso ter em mente que são exercícios e reflexões diárias, precisando sempre serem reforçadas.

1) Mantenha o foco

É preciso ter um foco para todas as suas atividades e, principalmente, ter em mente esse foco no momento de realizar essas atividades. Somente assim você conseguirá executá-las de uma maneira satisfatória.

Ter um foco significa saber a finalidade do seu trabalho, ou seja, o porque de você estar realizando aquela tarefa e qual o resultado final do que você está fazendo.

Significa perceber as coisas com uma visão mais ampliada, não focando-se apenas na sua tarefa em si, mas sim no que essa tarefa contribui como um todo.

Ter em mente que você precisa realizar a sua tarefa, pois somente assim outras tarefas também poderão ser realizadas é manter o seu foco, fazendo com que você não menospreze nenhum tipo de atividade, justamente por saber que cada atividade tem sua finalidade e importância. Manter-se focado e consciente do foco e da importância da atividade é continuar a ser produtivo. Tente lembrar disso com frequência.

2) Busque a motivação necessária

Toda tarefa realizada com motivação faz com que você seja (e sinta-se) valorizado, tendo como consequência uma boa capacidade de produção. Por outro lado, a baixa produção pode ser justificada pela falta de motivação para realizar algo. Dessa forma é preciso buscar a motivação para cada atividade que você precisa realizar. E isso pode ser feito apenas por você mesmo.

Tente encontrar maneiras de sentir-se motivado em tudo que você realizar. Entender o foco e a importância da tarefa a ser realizada já é uma maneira de conseguir a motivação necessária para executar essa tarefa de uma forma produtiva, mas nem sempre somente isso é suficiente. Tente também entender quais são seus ganhos ao realizar a tarefa, principalmente os ganhos se você realizar a tarefa antes dos prazos estipulados. Na maioria das vezes os benefícios são grandes motivadores.

Existem também maneiras internas de atingir a motivação, como, por exemplo, tentar terminar a tarefa com antecedência, pois assim você ficará feliz (satisfeito) por não ter mais que realizar aquela tarefa em específico. Ou ainda, realizar uma tarefa desagradável para poder realizar uma outra que irá te trazer prazer também é um forma de manter-se motivado.

O importante é você encontrar seus próprios meios para manter a sua motivação e consequentemente a sua produção em alta.

Confira: Guia Completo da Motivação

3) Crie metas

A criação de metas também é muito importante para manter a motivação e a alta produção na realização de qualquer tarefa. Quando você cria metas a serem realizadas, você acaba também criando um senso de responsabilidades sobre as suas atividades, surgindo uma maior vontade de realizar as tarefas.

Criar metas significa organizar-se e saber exatamente o que você está fazendo e o porquê. Com prazos e formas pré-estabelecidas de realizar todas as atividades que você precisa. Isso pode ser feito para as atividades diárias, semanais, mensais e anuais. Assim você pode controlar quando precisa se esforçar mais em uma atividade ou quando pode demorar mais para realiza-las.

É importante que essas metas sejam escritas e bem estipuladas. Quando apenas pensamos nessas metas fica mais fácil de burlá-las. Escrevê-las e ter acesso constante a elas é manter a sua produção sempre em alta.

4) Crie bonificações para as suas metas

Todo trabalho precisa ser recompensado de alguma forma. Assim ficamos cada vez mais motivados para realizar as tarefas. Ao criar as suas metas, é interessante também criar bonificações que sejam condizentes com a meta alcançada. Sempre que atingir uma meta, você poderá realizar algo que você deseja (é melhor que seja algo que você já programou). Leve em consideração a dificuldade da meta para melhorar ou não a sua bonificação.

Tenha em mente que podem ser bonificações comuns, que irão servir apenas para te motivar. Por exemplo, se você gosta de beber cerveja ou comer algo diferenciado durante a semana, isso pode ser utilizado para ser uma bonificação. Se você atingir a meta do dia, você poderá então beber uma cerveja, sair para comer e assim por diante. É importante que você se permita ter a bonificação apenas se realmente atingir a meta. Caso contrário você ira fazer com que sua produtividade volte a cair.

Então lembre-se, sempre que você fizer algo de acordo com o planejado, mantendo a produtividade em alta, você poderá se permitir coisas boas.

Quando você não atingir a meta ou atrasar para atingi-las,  você não poderá ter a bonificação. Por isso é importante ter as metas pré-estabelecidas com datas para que sejam realizadas. Com o tempo você se sentira motivado, produzindo cada vez mais. É preciso modificar as metas e as bonificações sempre que for necessário.

5) Perceber as responsabilidades de uma maneira diferente

Outra maneira de conseguir manter a produtividade é perceber as suas responsabilidades e tarefas de uma maneira diferenciada. Dependendo da tarefa que você irá realizar, você pode percebê-la como chata ou sem importância e ao realiza-la você percebe que não era tão chata ou sem importância assim. O problema disso é que ao taxa-la como uma tarefa chata, você pode demorar para inicia-la ou começar a executa-la de qualquer maneira.

Você precisa mudar esse tipo de percepção negativa a respeito das tarefas para que seja possível inicia-las de uma forma produtiva e manter a sua produtividade. Portanto, sempre que você se perceber pensando sobre uma atividade de uma maneira pejorativa (negativa), tente perceber e modificar esses pensamentos.

6) Entenda as consequências da sua produtividade

Além de perceber a importância da tarefa a ser realizada, é imprescindível também ter em mente quais são as consequências de manter uma alta produtividade. Tente perceber as consequências negativas da baixa produtividade e quais serão as implicações dela em suas outras atividades e então perceber quais serão os benefícios caso você consiga manter uma produtividade elevada.

Isso pode servir para motiva-lo e ao mesmo tempo serve para uma reflexão acerca da sua produtividade e da forma como você está realizando as suas tarefas. Levar em consideração tanto as consequências negativas como as positivas é importante, pois ambas servirão para uma maior motivação.

7) Descansar é preciso

Não adianta querer ser produtivo o tempo todo e buscar atingir sempre as suas metas se você não encontrar um tempo para descansar, entreter a mente, sair com familiares e amigos.

Buscar apenas a alta produtividade pode virar um problema para você quando não há também o descanso necessário, tanto para o corpo quanto para a mente.

Para isso, é preciso que você tenha metas que condizem realmente com a sua capacidade de realizar as tarefas, levando em conta os momentos de descanso, assim como os momentos de prazer.

Ser produtivo não significa trabalhar por muitas horas sem parar visando o resultado imediato. Significa, na verdade, produzir com qualidade em poucas horas as suas atividades e, para que isso seja possível, é preciso estar em plenas condições. Deixar de dormir e extrapolar nas horas de trabalho nem sempre é uma boa piedade.

A produtividade também depende de boas horas de sono e de saber quando você está apto ou não para realizar determinadas atividades. Muitas vezes poderíamos estar realizando outras atividades que não dependem tanto assim de nós, do que insistir em realizar uma atividade que estamos com dificuldades no momento.

8) Saiba quando é hora de parar

Um grande problema que pode ocorrer nessa busca pela produtividade é trabalhar demasiadamente sem saber a hora de parar. Principalmente em atividades que são bonificadas pela produção e quantidade. Por mais que você precise ter uma produção elevada é preciso também parar para descansar e principalmente dormir.

Em algumas condições extremas, onde a produtividade é cobrada demasiadamente, pode ser necessário até mesmo abandonar um projeto. Alguns homens acabam agregando mais responsabilidades do que podem suportar e isso pode ser prejudicial para a sua saúde. Caso você sinta que está sofrendo demasiadamente com suas responsabilidades, talvez seja hora de abrir mão de algumas coisas. Tenha em mente que você não precisa ser bom em tudo e que nem tudo precisa ficar como responsabilidade sua.

A alta produtividade deve caminhar lado a lado com a qualidade de vida e o bem estar, tanto físico quanto emocional. Abrir mão da saúde para ser produtivo é diminuir o seu conforto e tempo de vida.

É preciso aprender a lidar com as responsabilidade e atividades para que sejam feitas com produtividade e rapidez. A verdadeira produtividade está em conhecer realmente o que você está fazendo, como fazer da melhor maneira, consumindo menos tempo e principalmente sem exigir demais de suas capacidades. Somente assim você será efetivo em tudo o que for realizar. Por isso é importante o autoconhecimento e o conhecimento aprofundado de seus responsabilidades.

» NUNCA MAIS FIQUE SEM ASSUNTO