Como ser um Homem de Atitude

Alguns homens deixam de tomar algumas atitudes porque se preocupam demasiadamente com o que os outros vão pensar e principalmente com o que os outros homens de seu convívio irão pensar dele. Isto pode ocorrer também quando se trata em tentar conquistar uma mulher, onde o medo da rejeição, juntamente com o a preocupação com o julgamento alheio pode fazer com que só o fato de pensar em tomar uma atitude dessa já é motivo suficiente para que a ansiedade se eleve. Então, cada vez mais as atitudes vão ficando somente no pensamento, pois o comportamento já se extinguiu.

[bullet_block large_icon="0.png" width="" alignment="center"]

  • Pois bem, o homem precisa tomar atitudes, tanto quando se fala de mulheres, ou em qualquer aspecto de sua vida. Para que seja possível que algo realmente aconteça, é preciso tomar a atitude para que este algo aconteça. Quando estamos emperrados e não conseguimos tomar atitudes em nossas vidas, precisamos primeiro mudar nossa forma de pensar, para que aos poucos, isto se reflita nos nossos comportamentos.

[/bullet_block]

Eu explico, quando pensamos em fazer algo, mas logo em seguida pensamos nas consequências negativas, a probabilidade de fazer este algo planejado cai consideravelmente. Vamos pensar no exemplo de tomar a atitude de ir conversar com uma mulher pela qual estamos interessados. Por mais que esta mulher seja do nosso convívio - não necessariamente precisa ser -, começamos a imaginar em nossa mente os possíveis passos que poderemos tomar para conseguir conversar com ela. Pensamos então no momento da conversa, em nossas possíveis reações. Depois pensamos nas coisas ruins que podem acontecer. Neste momento, a coisa ruim que pensamos nos parece aceitavelmente passível de acontecer e acabamos acreditando que irá realmente acontecer. Esse comportamento nos faz perder muitas oportunidades.

Então recomendo um exercício de pensamento. Ele consiste em nos concentrarmos em nossos pensamentos quando estamos planejando tomar alguma atitude. Ou seja, além de pensar nesta atitude a ser tomada, vamos nos concentrar em tudo o que pensamos que poderá acontecer negativamente, seja no que o outro irá pensar se não der certo, seja no exemplo da garota que ela possa nos rejeitar ou que possamos fazer algo que a desagrade. Agora que percebemos o que pensamos, vamos tentar colocar esses pensamentos na realidade.

[bullet_block large_icon="54.png" width="" alignment="center"]

  • Quantas vezes estas coisas ruins aconteceram?
  • Será que são possíveis mesmo de acontecer?
  • Até que ponto estes pensamentos são fantasiosos e até que pontos eles se encaixam na realidade?

[/bullet_block]

Feita esta reflexão, é possível então pensar em como estas coisas nos irão afetar. Se de fato acontecer alguma dessas coisas, será mesmo que me trarão malefícios tão grandes assim? Ou são simplesmente acontecimentos naturais da vida, nos quais daqui um tempo posso refletir e aprender com eles?

Estas perguntas são muitos importantes, pois irão servir de treino para que você possa realmente por a atitude em prática e ela saia da imaginação. Depois de feitas essas reflexões, podemos pensar agora apenas em consequências positivas que esta tomada de atitude irá nos trazer. Seguindo o exemplo da garota, vamos pensar então que foi possível conversar com ela, que ela gostou de nós e até vamos nos encontrar novamente. Isto é realmente passível de acontecer e talvez perderíamos isto se ficássemos apenas imaginado as consequências negativas. É possível agora por na balança qual eu prefiro que aconteça, e preciso estar disposto a sofrer quaisquer consequências que venham a acontecer, mas para isso, é preciso tomar a atitude.

Quando deixamos de tomar alguma atitude porque nos preocupamos com o que o outro pensa ou com o que achará de mim por eu ter feito determinada coisa, estamos errando duas vezes. Primeiro porque estamos especulando o que o outro pode achar de algo, quando na verdade não temos como ter certeza do que ele irá achar. E o segundo e mais grave erro é que estamos colocando o outro como mais importante em nossas vidas do que nós próprio.

[bullet_block large_icon="53.png" width="" alignment="center"]

  • Então, no lugar de pensar o que o outro poderia achar, podemos refletir sobre o que nós mesmos achamos sobre isto e quais o benefícios que teremos ao fazê-lo. Devemos sempre respeitar e entender a opinião do outro, mas é preciso ainda mais confiar e acreditar na sua própria opinião.

[/bullet_block]

Estas reflexões servem como auxílio para que aos poucos comecemos a transformar pensamentos em atitudes e que deixemos de considerar mais o outro do que a nós próprios. Portanto, na próxima vez que você precisar tomar alguma atitude, seja em relação à mulheres ou qualquer outro aspecto da sua vida, leve em consideração estas reflexões e principalmente tenha em mente que somente você sabe o que é melhor para si.

» NUNCA MAIS FIQUE SEM ASSUNTO