Os malefícios do excesso da autoconfiança

A autoconfiança é essencial para qualquer homem atingir seus objetivos, independentemente de quais sejam eles. Mas, ao mesmo tempo, existem alguns malefícios existentes quando alguém confia demasiadamente em si próprio.

Precisamos ter em mente que a autoconfiança é essencial para a sua vida, mas o excesso dela pode atrapalhar e muito as suas relações, trazendo alguns malefícios à sua vida.

Nesse texto irei explicar os principais malefícios existentes na autoconfiança exacerbada, que é quando você para de ser visto como um homem autoconfiante e passa a ser visto de uma forma pejorativa, como se estivesse tentando demonstrar ser o que realmente não é. Vamos então aos malefícios da autoconfiança exacerbada:

1) Ter crenças fantasiosas sobre si

A autoconfiança faz com que você consiga realizar os seus projetos de uma maneira satisfatória, te auxiliando principalmente para iniciar esses projetos. Uma pessoa sem confiança em si geralmente fica estagnada na sua zona de conforto deixando de adquirir novas experiências, evitando realizar novos projetos justamente por não ter confiança em conseguir concluí-los.

O problema em confiar excessivamente em si é que, às vezes, passamos a ter crenças fantasiosas sobre nós mesmos. A autoconfiança exacerbada faz com que passemos a acreditar que somos capazes de realizar tarefas que talvez não sejamos realmente capazes. Isso pode fazer com que passemos a ter uma ilusão de quem realmente somos e do que realmente somos capazes de realizar.

A autoconfiança precisa ser embasada na nossa realidade e nas nossas reais potencialidades e não pautada em "achismos".

2) Usar a autoconfiança como desculpa para não realizar projetos

Algumas pessoas acreditam tanto no seu potencial e na sua capacidade de realizar os projetos que acabam deixando de realizá-los. Isso acontece porque o excesso de confiança em si faz com que as pessoas se sintam superiores a alguns projetos, geralmente com o pensamento “eu sou muito bom para fazer isso” e acabam os deixando de lado ou até mesmo os desprezando.

Caso você já tenha sentido isso alguma vez, talvez você esteja se sentindo demasiadamente confiante em si, de uma forma negativa.

O homem que cria uma autoconfiança exacerbada - geralmente em cima de "achismos" - acaba perdendo a sua humildade, começando a achar-se melhor do que realmente é.

3) Sentir-se melhor do que os outros

Como foi dito anteriormente, a autoconfiança em excesso pode fazer com que o homem perca a sua humildade e isso faz com que ela se sinta melhor do que os outros. Ele passa a confiar tanto em si que sente que é melhor (ou mais especial) que os outros. Assim ele pode tentar diminuir o outro para também sentir-se melhor.

O problema é que os outros podem perceber isso e começar a ter uma ideia negativa a respeito desse homem. Os outros podem começar a sentir que ele está os menosprezando, fazendo assim com que se afastem e não queiram mais ter contando com esse homem.

4) Diminuição da importância do trabalho dos outros

Além de sentir-se mais importante do que os outros, o homem demasiadamente confiante em si pode começar a tentar diminuir a importância do trabalho dos outros, acreditando que pode realizar melhor do que eles o trabalho e as tarefas. Dessa forma, nada que os outros fizerem será satisfatório ou bom, afinal, na cabeça dele, se fosse o homem com excesso de confiança que tivesse realizado o trabalho, ele estaria muito melhor (muitas vezes isso não condiz com a realidade).

Novamente isso só faz com que os outros se afastem, perdendo a qualidade do contato. É preciso começar a perceber esse tipo de atitude para que ela seja eliminada. Para isso é preciso perceber até que ponto a sua autoconfiança tem fundamentos ou não. Isso pode ser feito através de reflexões e pela busca do desenvolvimento pessoal.

5) Os outros passam a vê-lo de uma maneira pejorativa

Ser autoconfiante é acreditar ter as habilidades necessários para conseguir ter suas realizações. Isso não significa que você irá falar pra todo mundo o quão confiante você está sobre as questões de sua vida. Saber ser confiante é diferente de sair falando o quão confiante você é. Geralmente as pessoas percebem essa comunicação da autoconfiança como algo negativo e então começam a ter um conceito negativo a seu respeito.

A pessoa realmente autoconfiante não sente a necessidade de mostrar para os outros como ela é confiante, ela se contenta apenas em saber disso. Entender essa diferença evita fazer com que o outro tenha uma ideia pejorativa a seu respeito.

A busca pela autoconfiança é um processo de aprimorarão pessoal. Para isso é preciso buscar o autoconhecimento para saber realmente quais são suas habilidades e potencialidades e quais são suas reais possibilidades de realizações. O homem autoconfiante conhece além de suas capacidades, as suas limitações, que o impedem de ter uma visão distorcida de si mesmo. Compreender isso é evitar a autoconfiança exacerbada, tornando-se um homem melhor.

» NUNCA MAIS FIQUE SEM ASSUNTO