Como acabar com os joguinhos femininos

Algumas mulheres, por diversos motivos (para se fazer de difícil, para ganhar o que quer, etc.) fazem joguinhos de relacionamento. Isto é muito chato e todos os homens odeiam, mas você sabe como driblar a situação?

Siga nossas dicas de como acabar com os joguinhos femininos.

Existem algumas táticas que os namorados e maridos podem fazer para driblar estes testes que as parceiras fazem com eles. Na maioria das vezes, ser frio funciona.

Em que casos? Quando ela fizer birra, quando quiser testá-lo, se estiver de TPM (e se aproveitar disso), enfim, quando você perceber que ela está fazendo joguinhos com você. O silêncio e a frieza a irritarão e ela não aguentará a sua indiferença.

Técnica do espelho

Mas, ninguém vive eternamente de joguinhos, muito menos de distanciamento e frieza. Por isso, quando ela estiver carinhosa e der bastante atenção a você, reconheça e retribua os gestos. Esta tática é conhecida como técnica do espelho: seja frio quando ela for fria com você e retribua o carinho que você receber dela.

As mulheres continuam fazendo joguinhos de relacionamento quando percebem que seus parceiros atendem todas as suas vontades e as tratam como princesas para as verem felizes e sem birras. Por isso, caso não sejam tratadas com frieza, continuarão com os joguinhos e isto tende a piorar com o tempo.

Não tenha medo de perder sua namorada ou esposa, fazendo tudo o que ela quer para mantê-la com você. Evite perguntar o tempo todo porque ela está assim e não fale seguidamente enquanto ela está calada. Você está fazendo exatamente o que ela quer, se desesperando para descobrir como agradá-la.

Desculpem a comparação, mas muitos homens parecem pais que entregam doces para suas crianças pararem de chorar e fazer manhas. Isto as torna folgadas e elas sabem exatamente o que fazer para conseguir todos os seus desejos. Esta atitude da mulher não é sinônimo de amor, e sim de que não se importa com seu companheiro, só quer  ter alguém que satisfaça tudo o que elas querem. Você, para ela, é apenas um cumpridor de desejos.

[bullet_block large_icon="14.png" width="" alignment="center"]

  • Trate sua mulher com empatia, ou seja, como você gostaria de ser tratado. Se ela não retribuir, aja como o espelho, refletindo o que recebe. Não tenha piedade nem seja bobo demais, tudo tem limite. Com frieza, ela perceberá que você está no comando da situação e parará com os irritantes joguinhos femininos.

[/bullet_block]

Se ainda assim ela não parar, repense se vale a pena continuar. Se desejar uma última tentativa, converse seriamente com sua namorada ou esposa. Diga que você está de saco cheio de fazer todas as suas vontades, que espera um pouco de retribuição e dê um ultimato. Não tenha medo, é desta forma que ela perceberá que seus joguinhos não têm funcionado e ela enfim terá receio de perder você, se não mudar de atitudes.

Namoro ou casamento é parceria, é cumplicidade e retribuição. O relacionamento, quando verdadeiro, é uma via de duas mãos, onde se dá e se recebe carinho e sentimentos bons. Se, depois da conversa, ela continuar com os mesmos joguinhos, caia fora. É como diz o antigo ditado: antes só do que mal acompanhado. Procure alguém que realmente o valorize.

» NUNCA MAIS FIQUE SEM ASSUNTO