Como controlar a raiva e a agressividade

Existem alguns homens que são completamente impulsivos e, em alguns casos, essa impulsividade está diretamente ligada às reações negativas, provenientes da raiva, levando a um comportamento agressivo.

Para alguns homens é mais fácil demonstrar essas reações disfuncionais para demonstrar o desagrado com alguma situação. O problema é que essas reações trazem apenas problemas, principalmente para os relacionamentos, independente do tipo.

Se você quer aprender a lidar com a sua agressividade e os sentimentos negativos como a raiva, esse artigo é para você. Portanto, vamos às dicas.

1) Perceba seus comportamentos com mais frequência

Para aprender a lidar com a sua própria agressividade, primeiro é necessário necessário saber como ela funciona e quais são os momentos em que você age de uma forma agressiva perante os outros. Você precisa compreender como ficam seus pensamentos e comportamentos nos momentos em que você está mais agressivo.

O ideal é pedir para que alguém lhe diga quando perceber que você está se comportando de forma agressiva. Assim você pode refletir sobre esses momentos. Alguns homens não percebem a agressividade porque, muitas vezes, ela está disfarçada entre as brincadeiras e piadinhas.

2) Saiba quais situações fazem emergir a agressividade

Não há como saber quando e como a agressividade irá surgir no outro, mas com o tempo fica fácil perceber quando a mesma está ocorrendo dentro de nós. Existem algumas situações que nos trazer mais sentimentos negativos, mas, mesmo assim, passamos por essas situações com frequência e ficamos, como já era previsto, com raiva e, consequentemente, mais agressivos.

Então precisamos, além de perceber como ficam nossos comportamentos no momento em que estamos agressivos, perceber também as situações que nos deixam assim com mais frequência, para que então possamos passar para a próxima dica.

3) Evite as situações que geralmente te deixariam com raiva

Agora que já conseguimos perceber as situações que alteram os nossos comportamentos, podemos evita-las para poder diminuir a frequência de sentimentos negativos e comportamentos agressivos. Isso é necessário para que possamos trabalhar a agressividade.

No primeiro momento, evitar essas situações significa ter menos momentos de agressividade para que possamos trabalha-la, mas com o tempo devemos voltar a passar por essas situações e perceber como está o nosso nível de autocontrole, até mesmo porque não podemos evitar para sempre todas as situações negativas.

4) Perceba com quem você fica mais agressivo

Geralmente existem algumas pessoas que nos permitimos ser mais agressivos do que outras. Alguns homens fazem isso com as namoradas, focando toda essa raiva e agressividade para elas sem que tenham feito nada, sendo apenas uma forma de descontar os sentimentos negativos, outros fazem com amigos próximos, familiares e assim por diante.

É preciso perceber quem é a pessoa que temos costume de descontar a agressividade, pois ela será fundamental para nos ajudar a controlar esses comportamentos. Essas pessoas geralmente sabem quando estamos mais alterados e conseguem nos avisar disso com maior facilidade.

5) Pense antes de agir

O controle do comportamento agressivo geralmente se dá a partir do controle dos pensamentos negativos, como a raiva por exemplo. Portanto, é preciso sempre pensar antes de tomar qualquer tipo de atitude, principalmente nos momentos e situações negativas.

Quanto mais agirmos por impulso, maiores serão as chances de agirmos de forma negativa. É interessante pensar sobre o que você quer fazer - geralmente é um comportamento negativo, como agredir alguém ou gritar com alguém - para então pensar sobre as consequências desses comportamentos. Entender as consequências desses comportamentos pode fazer com que você evite comportar-se dessa maneira.

6) Pratique o autocontrole

Os pensamentos negativos geralmente levam a comportamentos também negativos, e é aí que mora o autocontrole.

É necessário entender que não é só porque você quer fazer algo, que você deve fazê-lo.

Por exemplo, sempre que você sentir vontade de gritar com alguém ou até mesmo bater em alguém, essa vontade é real e até mesmo compreensível, mas ela deve ficar apenas no campo da vontade.

Você nunca deve agir conforme o seu desejo nos momentos de raiva, pois geralmente agimos no calor do momento e, depois, temos que arcar com as consequências desses comportamentos.

Ter autocontrole demonstra desenvolvimento pessoal, por isso é algo muito difícil, mas ao mesmo tempo é algo completamente gratificante, pois evitamos problemas e conflitos futuros.

» NUNCA MAIS FIQUE SEM ASSUNTO